Destaque

Projeto de Lei que criminaliza jogos violentos avança na Camara dos Deputados

Parlamentares fizeram manobras no texto e projeto ganhou nova roupagem

Nesta semana fizemos aqui uma matéria mostrando o projeto de lei nº 1577/2019 de autoria do deputado JÚNIOR BOZZELLA (PSL-SP) que, entre outras coisas, criminaliza o desenvolvimento e comercialização de jogos violentos no Brasil. O projeto recebeu 99% de desaprovação em consulta pública no site da Câmara.

Mas, essa história tem um novo capitulo. Por conta de uma manobra feita pela Câmara dos Deputados, o projeto que até então estava em fase inicial ganhou um grande fôlego, apesar da estrondosa desaprovação por parte da população.

Em resumo para que você possa entender: a PL nº 1577 de 2019 antes respondia por si só agora se junta à PL nº 6042 de 2009 de autoria do deputado Carlos Bezerra, do PMDB (hoje MDB) do Mato Grosso, que até então estava arquiva há muitos anos.

Tá mas e ai?

Ai que o projeto de lei nº 1577 de 2019 que antes precisava passar por votação popular e que este resultado afetaria diretamente o andamento do projeto, agora atrelado a PL 6042 de 2009, a Câmara poderia aprovar a emenda sem o consentimento da população. Em outras palavras, poderia não levar em conta a votação popular.

Entendi. Mas o que fazer agora?

Mesmo com o avanço do Projeto de Lei que criminaliza jogos violentos, ainda podemos reverter o quadro. Precisamos mostrar aos nossos governantes que este projeto não tem cabimento e que fere a Classificação Indicativa do Ministério da Justiça. O contato do deputado esta aqui no fim da matéria. Mandem e-mail, mensagem no Facebook, Instagram, Twitter e qualquer outra rede social mas sempre e indispensavelmente mantendo a educação e decência. Neste momento precisamos mostra-los que este projeto não tem embasamento.

DEPUTADO JUNIOR BOZZELLA

 

Siga o Giki nas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter

Etiquetas
Mostrar mais

Mateus

Gosto de Games, Series, programar em linguagem web as vezes, curto um bom rock 'n roll, conversar sobre internet

Artigos relacionados

Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios